sábado, 29 de outubro de 2011

A Incoerência Humana




SOMOS incoerentes muitas vezes, em nossas atitudes, pensamentos e análises.
Descrevo abaixo situações ilógicas, sendo algumas até injustas:
1 – O CAVALO ganha a corrida; o dono é quem recebe o prêmio.
2 – A COZINHEIRA faz o bom tempero; os louvores merece-os a patroa.
3 – O FILHO do pobre é amarelo; o do rico é pálido.
4 – O POBRE se embriaga; o rico se diverte.
5 – A PIADA do chefe é interessante e desconhecida; a do subordinado é sem graça e velha.
6 – A VISITA do rico é oportuna e desejada; a do pobre é intempestiva e desprezada.
7 – O MÉDICO é um santo, quando trata; é um demônio, quando manda a conta.
8 – O ADVOGADO é o maior, quando ganha a questão; é um desonesto, quando cobra os honorários.
9 – A SENTENÇA do juiz é luminosa e justa, quando favorável; cheia de erros e iníqua, quando desfavorável.
10 – SE O TIME ganha, os jogadores atuaram bem; se perde, o técnico orientou mal.
11 – O JUIZ de futebol é imparcial, quando nosso clube ganha; ladrão, quando perde.
12 – ERRO de sábio é engano; o do inculto, burrice.
13 – RECEBEMOS ato de gratidão porque fizemos noventa e nove favores; somos esquecidos e criticados porque deixamos de fazer o centésimo.
14 – DO COLEGA que sobe, lembramos até a cor dos olhos; do colega que fracassa, esquecemos até o nome.
15 – O LIMÃO, que devia ser maior, é menor; a lima, que devia ser menor, é maior.
16 – A CORDA, que devia ser fina, é grossa; o cordão, que devia ser grosso, é fino.
17 – FILHO de rico é engraçado; de pobre, é metido.
18 – RICO fica estressado, pobre fica louco.
19 – MULHER rica, se mal vestida, é simples; se pobre, é molambenta.
20 – ADOLESCENTE delicado, se rico, tem distúrbio glandular; se pobre, é veado.
21 – QUEM joga e perde é viciado; quem joga e ganha é abortado.
22 – RICO teimoso tem personalidade; pobre, tinhoso.
23 – SENDO pouco o castigo, irrita; sendo muito, amansa.
24 – O ESQUECIMENTO no moço é distração; no velho, é esclerose.
25 – NA MOCIDADE, deixamos o vício; na velhice, o vício nos deixa.
26 – DISENTERIA de rico é distúrbio intestinal; de pobre, é diarréia.
27 – RICO morre enfraquecido; pobre morre tuberculoso.
28 – POBRE grosseiro é mal educado; rico é temperamental.
29 – DA RICA se diz: está grávida; do pobre, está barriguda.
30 – CARRO velho de rico é fora-de-linha; de pobre é “pau veio”.
31 – Rico, quando baixo, é de pouca estatura; pobre, é pintor de rodapé.
32 – MOÇO quando tropeça está apressado; velho está gagá.
33 – FESTA de rico é baile; de pobre, é forró.
34 – ESPIRITISMO de rico é ciência; de pobre, é macumba.
35 – POBRE magro é sinal de fome, rico, é índice de esbelteza.
36 – POBRE, quando furta, é ladrão; rico, é esperto.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

A Dívida





Havia um garoto que, nos seus quase oito anos, adquirira um hábito nada salutar.
Tudo para ele se resumia em dinheiro.
Queria saber o preço de tudo o que via. Se não custasse grande coisa, para ele não tinha valor algum.
Nem se apercebia o pequeno que há muitas coisas que dinheiro algum compra.
E dentre essas coisas, algumas são as melhores do mundo.
Certo dia, no café da manhã, ele teve o cuidado de colocar sobre o prato da sua mãe um papelzinho cuidadosamente dobrado.
A mãe o abriu e leu:
"Mamãe me deve: por levar recados - 3 reais; por tirar o lixo - 2 reais; por varrer o chão - 2 reais; extras - 1 real.
Total que mamãe me deve: oito reais."
A mãe espantou-se no primeiro momento.
Depois, sorriu, guardou o bilhetinho no bolso do avental e não disse nada.
O garoto foi para a escola e, naturalmente, retornou faminto.
Correu para a mesa do almoço.
Sobre o seu prato estava o seu bilhetinho com os oito reais.
Os seus olhos faiscaram.
Enfiou depressa o dinheiro no bolso e ficou imaginando o que compraria com aquela recompensa.
Mas, então, percebeu que havia um outro papel ao lado do seu prato.
Igualzinho ao seu e bem dobrado.
Ele abriu e viu que sua mãe também lhe deixara uma conta:
"Filhinho deve à mamãe: por amá-lo - nada.
Por cuidar da sua catapora - nada.
Pelas roupas, calçados e brinquedos nada.
Pelas refeições e pelo lindo quarto - nada.
Total que filhinho deve à mamãe - nada."
O menino ficou sentado, lendo e relendo a sua nova conta. Não conseguia dizer nenhuma palavra.
Depois se levantou, pegou os oito reais e os colocou na mão de sua mãe.
A partir deste dia, ele passou a ajudar sua mãe por amor.
Nossos filhos são espíritos que trazem suas virtudes e suas paixões inferiores de outras existências.
Cabe-nos examiná-las para auxiliá-los na consolidação das primeiras e no combate às segundas.
Todo momento é propício e não deve ser desperdiçado.
As ações são sempre mais fortes que as palavras.
Na condução dos nossos filhos, cabe-nos executar

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

FOME X FOME


Em 1994, o fotógrafo Sudanês Kevin Carter ganhou o prêmio Pulitzer de foto jornalismo com uma fotografia tomada na região de Ayod (uma pequena aldeia em Suam), que percorreu o mundo inteiro. A figura esquelética de uma pequena menina, totalmente desnutrida, recostando-se sobre a terra, esgotada pela fome, e a ponto de morrer, enquanto num segundo plano, a figura negra expectante de um abutre se encontra espreitando e esperando o momento preciso da morte da garota. Quatro meses depois, abrumado pela culpa e conduzido por uma forte dependência às drogas, Kevin Carter suicidou-se.

domingo, 23 de outubro de 2011

Rio Potengi


O rio Potengi é o principal rio do estado do Rio Grande do Norte(Brasil). seu nome tem origem na lingua tupi derivando das palavras PUTTY= Camarões e N'GUY = ÁGUA, OU SEJA ÁGUA DE CAMARÕES OU RIO DE CAMARÕES.Seu delta, que desemboca no litoral de Natal, logo foi descoberto pelos primeiros colonizadores, utilizando-o para adentrar o território com suas embarcações. Denominaram-no Rio Grande, por seu vasto leito e extensão, sendo a origem do nome da entãocapitania hereditária do Rio Grande do Norte.
Sua nascente está localizada no município de Cerro Corá e sua foz no município de Natal, onde desemboca no Oceano Atlântico.
Em Natal, capital do estado, marca a divisão entre a Zona Norte e o restante da cidade.
É também sobre o rio Potenji, que está a maior ponte estaiada do Brasil, a Ponte Newton Navarro, localizada na capital potiguar

sábado, 22 de outubro de 2011

Kadafi


Dicas para o ENEM



Em primeiro lugar o aluno precisa ter tranquilidade e ficar distante de fatores negativos e próximo a pessoas positivas e AMIGAS, descansar e pensar positivamente, na base do EU QUERO,EU POSSO, EU CONSIGO.
Energia Atômica - Acidente nuclear Japonês e Program Nuclear Iraniano
Desmatamentos na Amazônia
Relações entre Homo-Afetivos x Homofobia
Primavera Árabe
10 Anos do Mega-atentado as Torres Gêmeas
Tríplice catástrofe Japonesa
Dilma Presidenta
Crise econômica Mundia(Européia e Norte- Americana)
Violência extrema (Escola de Realengo-RJ e na Noruega)
Lei Maria da Penha
Biocombustíveis x Combustíveis Fósseis
Desemprego (estrutural ou tecnológico, conjuntural ou organizacional, friccional ou espontâneo, sazonal ou periódico)
Teoria da Tectônica de Placas
Deslizamentos de terras - Ocupação desordenada de encostas serranas
BRICS - Brasil, Rússia, Índia,China e agora África do Sul
50 anos da construção do Muro de Berlin

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Rio Maxaranguape

A Bacia do Rio Maxaranguape ocupa uma superfície de 1.010 km², correspondendo em torno de 1,9% da área do estado. O Rio Maxaranguape nasce no município de Pureza, por ser um rio de baixa extensão ele banha somente os municípios de Ceará-mirim e Maxaranguape, onde ele deságua no oceano formando um estuário. Nas várzeas do Rio Maxaranguape encontra-se solo aluvial, onde são cultivadas a cana-de-açúcar e a banana.
O Rio Paraú é um rio brasileiro que banha o estado do Rio Grande do Norte. A Capacidade de Acumulação de água do rio Paraú é de 76.349.000,seu volume atual (dados coletados em 1998) é de 37.522.197,e o principal município por onde passa é Assu.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Rio Curimataú

O Rio Curimataú nasce no município paraibano de Barra de Santa Rosa, na serra do cariri velho, pertencente ao complexo do Planalto da Borborema. A Bacia deste rio ocupa uma área total de 3.346 km².
Este rio entra no estado do Rio Grande do Norte pelo município deNova Cruz e deságua no oceano atlântico através do estuáriodenominado de Barra de Cunhaú, no município de Canguaretama.
O Rio Jacu é um rio brasileiro que banha o estado do Rio Grande do Norte. Possui uma bacia com 1.805 km²,o equivalente a 3,4% do território do estado. O Rio Jacu nasce na serra do Cuité, no município de Japí, drenando ainda São José do Campestre, onde encontra-se com o Açude Japí II que tem uma capacidade para armazenar 20.649.00 m³ de água. Ele banha o Vale do rio Jacu, cujo o solo Aluvial favorece o plantio da cana de açúcar.

domingo, 16 de outubro de 2011

Rio Ceará-Mirim


O Rio Ceará-Mirim nasce no município de Lajes, nos arredores de Santa Rosa e dirigi-se para o mar, onde atravessa os municípios de Pedra Preta, Baixa Verde, Taipu e Ceará-Mirim. Este rio é a quinta maior bacia do estado com 2.635 km², o que equivale a 4,9% da área do estado. O rio percorre ainda os municípios de João Câmara e Poço Branco, e deságua na localidade de Barra do Rio.
No município de Poço Branco o rio Ceará-Mirim é represado, formando a barragem Engenheiro José Batista do Rego Pereira, que possui uma capacidade de armazenamento de água de cento e trinta e seis milhões de metros cúbicos.
O Rio Ceará-Mirim banha o vale do Rio Ceará-Mirim, cujos os solos são de boa fertilidade e capacidade produtiva para a agricultura, estando hoje o vale todo ocupado com o plantio da cana-de-açúcar.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Aviso Prévio


Rio piranhas_Açu


O Rio Piranhas ou Rio Açu como também é chamado, banha os estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte.
O Rio Piranhas-Açu nasce da junção das águas dos rios do Peixes e Piancó ainda na Paraíba. Vai desaguar no litoral do Rio Grande no Norte, onde é conhecido tanto como Rio Piranhas como Rio Açu.
Outros afluentes do rio Piranhas são: rio Espinhara, rio Picuí e rio Seridó, todos sertanejos e temporários.
O rio Piranhas-Açu, no passado, estava sujeito a períodos de seca, quando o seu fluxo chegava apartar-se e as populações recorriam a cacimbas cavadas no leito seco, de onde retiravam a água para o consumo doméstico. Contudo, tais períodos de seca sempre foram intercalados por anos de muita chuva, quando o rio transborda e leva destruição para as comunidades ribeirinhas. Uma dessas enchentes ocorreu em 1974. Nesse ano, a cidade de Carnaubais foi inundada e toda a população obrigada a mudar-se para um terreno mais elevado do município, onde construiu uma nova cidade. Hoje, o rio Açu está poluído. É o que dizem os estudos feitos por órgãos de defesa ambiental. As causas são: a falta de um saneamento adequado nas cidades ribeirinhas (cujo esgoto acaba chegando ao rio) e a atuação de empresas agrícolas que, criminosamente, lançam produtos químicos nas águas. O rio ainda está num avançado processo de assoreamento, também em virtude de práticas agrícolas irresponsáveis e da retirada de areia para a construção civil.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Rio Apodi/Mossoró

O Rio Apodi/Moçoró é o maior rio totalmente norte-riograndense; nasce na serra da queimada, em Luiz Gomes e atravessa a Chapada do Apodi, ao penetrar no município de Mossoró recebe o nome de rio Mossoró, atravessa esta cidade e deságua no Oceano Atlântico, na cidade de Areia Branca, seus principais afluentes Umari e Upanema. No início do século XX este rio era a principal fonte de alimento e dele retirada água que abastecia a cidade.A bacia do rio Mossoró/Apodi é a segunda maior bacia hidrográfica do estado,ocupando uma área de 14.271 km²,o que corresponde a 27% do nosso território estadual.Ele nasce na Serra de Luiz Gomes,no RN,e é o principal rio dos municípios de Pau dos Ferros,Apodi,Felipe Guerra,Governador Dix-Sept Rosado e Mossoró,desembocando também suas águas no litoral norte do estado;São seus afluentes principais: os rios do Carmo, Upanema e Umarí, os riachos Pitombeira, Taúio, Grande e Bonsucesso, e o Córrego Apodi.
O rio Moçoró é um rio que banha o estado do Rio Grande do Norte.
É o segundo maior rio potiguar, com cerca de duzentos e dez quilômetros de extensão. Nasce na Serra de Luís Gomes, passa pelos municípios localizado na chapada do Apodi e, depois de banhar a cidade de Mossoró, deságua no Oceano Atlântico, entre os municípios de Grossos e Areia Branca, onde se situam grandes salinas. Na margem direita, o rio Moçoró tem como afluentes os rios Carmo-UpanemaUmari e Pitombeira; na margem esquerda, os rios Apodi,TapuioGrande e Bom Sucesso. O rio Moçoró só mantém sua perenização no baixo-curso. É alimentado por fontes d'água que escorrem das partes altas da chapada do Apodi e por pequenas barragens construídas em seu leito, já nas proximidades de Mossoró. A essas, outras duas maiores hoje se acrecentam, aumentando a necessária disponibilidade d'água para o consumo e para a agricultura na região.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Natal a Cidade que já Nasceu Cidade


Natal é única a começar pela sua fundação. A primeira versão, para a origem e nome da cidade, diz que a 25 de dezembro de 1597, a esquadra de Mascarenhas Homem adentrou à barra do Rio Potengi. A segunda fala da celebração de uma missa na noite de Natal de 1599. A versão aceita é a segunda e Natal comemorou 400 anos em 1999.
A Cidade do Sol tem uma área de 172 km2 e uma população estimada em 800 mil habitantes. Devido a sua proximidade com a Linha do Equador e a sua condição geográfica, Natal apresenta temperatura média de 28ºC e dias com até quinze horas de sol.
Somente a partir dos anos 20, Natal começou a se desenvolver de maneira mais rápida. Durante a Segunda Guerra, as Força Aliadas aqui se instalaram. Em seus aviões, partiam para Dakar, na África, com destino ao conflito na Europa.
Natal é hoje um dos principais destinos turísticos do Brasil. Suas dunas, praias e o fato de ter o ar mais puro das Américas atrai pessoas de todo o mundo.
http://www.natal.rn.gov.br

   Natal Antiga - Fotos site: www.natal.rn.gov.br

Antiga Avenida Circular, hoje Café Filho
Praia de Areia Preta
Antiga Praça Tamandaré no Baldo
Bairro Vermelho
Antiga Praça Pio X, onde hoje existe a Catedral de Natal
Antiga Praça André de Albuquerque
Cidade Alta
Antiga Galeria de Arte da Prefeitura do Natal - Cidade Alta
Antiga Avenida Getulio Vargas,
no bairro de Petrópolis
Av. Deodoro da Fonseca

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Climas do Rio Grande do Norte


O Rio Grande do Norte possui uma área com mais de 53.000 Km2, cerca de 0,62% do território nacional, limitando-se a leste e ao norte com o Oceano Atlântico, a oeste com o Ceará e ao sul com a Paraíba. É um dos nove estados do Nordeste brasileiro.
Situado próximo à linha do Equador, no hemisfério sul-ocidental, apresenta características climáticas bem específicas, como o verão seco e a presença do sol durante, mais ou menos, 300 dias no ano. Isso faz com que o Estado disponha de um excelente potencial turístico.
Em relação ao continente Sul-Americano, o RN ocupa posição geográfica privilegiada, pois é o ponto mais próximo da Europa e da África. Foi por esse motivo que os norte-americanos montaram sua base militar no Estado durante a 2ª Guerra Mundial, fazendo com que a capital, Natal, servisse de ponto de partida para os aviões que decolavam para o combate na Europa.
O clima norte-rio-grandense é caracterizado por dois tipos bem definidos:
a) Tropical Quente, Úmido e Sub-úmido - Predominante no litoral leste, que vai de Baía formosa até as proximidades do município de Touros, abrange também alguns municípios vizinhos ao litoral, assim como as partes mais elevadas das serras João do Vale, Martins e São Miguel. Uma das características desse tipo de clima é a quantidade de chuvas, que varia de 800 a 1200 mm por ano, distribuídas entre os meses de fevereiro e julho. As maiores precipitações ocorrem na região de Natal. Outra característica é a temperatura média de 26º C, com máxima podendo chegar aos 38º e mínima variando até 18º C.
b) Tropical Quente e Seco (semi-árido) - Predominante no restante do Estado, apresenta características como: poucas chuvas, com médias precipitações entre 400 e 600 mm anuais, distribuídas entre os meses de janeiro e abril. Os lugares onde ocorre esse tipo de clima ficam sujeitos aos fenômenos das secas. 

segunda-feira, 3 de outubro de 2011