sexta-feira, 14 de agosto de 2015



 Combustíveis fósseis – Vantagens

 - Os combustíveis fósseis têm um valor muito alto poder calorífico. Assim, queima de 1 g de combustíveis fósseis libera enorme quantidade de energia. Assim, a energia produzida pelos combustíveis fósseis é maior do que o produzido por uma quantidade equivalente de fonte de energia outro. - Os reservatórios de combustíveis fósseis são bastante fáceis de localizar com a ajuda de equipamentos e tecnologia avançada.

 - Carvão é um combustível fóssil que é encontrado em abundância. É utilizado na maioria das plantas de energia porque reduz o custo de produção em grande medida. - Transporte de combustíveis fósseis, que são em formas líquidos ou gasosos é muito fácil. Eles simplesmente são transportados através de tubos. - Construção de usinas que funcionam com combustíveis fósseis também é fácil.

 - O petróleo é a forma mais utilizada predominantemente de combustíveis fósseis para todos os tipos de veículos. - Os combustíveis fósseis são mais fáceis de extrair e processar, portanto, são mais baratas do que as formas não-convencionais de energia.

Combustíveis fósseis - Desvantagens
- Embora, os combustíveis fósseis são uma fonte preferida de energia até recentemente, o seu consumo ao longo e algumas propriedades indesejáveis levaram a várias questões de grande importância. As desvantagens de combustíveis fósseis são: - Embora, petróleo, gás natural e carvão são encontrados em abundância na natureza, o ritmo alarmante em que estão sendo consumidos resultou em depleção substancial de seus reservatórios. Além disso, é impossível para reabastecer os recursos que leva milhões de anos para as cadeias de hidrocarbonetos para formar a partir de restos orgânicos.

- Os hidrocarbonetos presentes nos combustíveis fósseis, gases de estufa de libertação, tais como metano, etc, dióxido de carbono, que são capazes de danificar a camada de ozônio.
 - Além disso, outros gases nocivos como monóxido de carbono e dióxido de enxofre são responsáveis pela chuva ácida, que representaram um desastre para a ecologia
. - Extração de combustíveis fósseis colocou em perigo o equilíbrio ambiental em algumas áreas. Além disso, a mineração de carvão tem prejudicado a vida dos trabalhadores das minas de vários.
- O esgotamento dos reservatórios foi feita a extração de combustíveis fósseis um assunto caro. Este é susceptível de afetar os preços dos combustíveis no futuro próximo.
 - Vazamento de alguns combustíveis fósseis, como gás natural, petróleo pode levar a graves perigos. Assim, o transporte desses combustíveis é muito arriscado. - Os combustíveis fósseis contribuíram em mais de um caminho para o aquecimento global, a questão que está sendo combatida em todo o mundo.

Biocombutiveis – Vantagens

- Possibilita o fechamento do ciclo do carbono (CO2), contribuindo para a estabilização da concentração desse gás na atmosfera (isso contribui para frear o aquecimento global);
- No caso específico do Brasil, há grande área para cultivo de plantas que podem ser usadas para a produção de biocombustíveis;
- Geração de emprego e renda no campo (isso evita o inchaço das cidades);
- Menor investimento financeiro em pesquisas (as pesquisas de prospecção de petróleo são muito dispendiosas);
- O biodiesel substitui bem o óleo diesel sem necessidade de ajustes no motor;
- Redução do lixo no planeta (pode ser usado para produção de biocombustível);
- Manuseio e armazenamento mais seguros que os combustíveis fósseis.

Biocombustíveis - Desvantagens

- Consome grande quantidade de energia para a produção;
- Aumento do consumo de água (para irrigação das culturas);
- Redução da biodiversidade;
- As culturas para produção de biocombustíveis consomem muitos fertilizantes nitrogenados, com liberação de óxidos de nitrogênio, que também são gases estufa;
- Devastação de áreas florestais (grandes consumidoras de CO2) para plantio das culturas envolvidas na produção dos biocombustíveis;
- Possibilidade de redução da produção de alimentos em detrimento do aumento da produção de biocombustíveis, o que pode contribuir para aumento da fome no mundo e o encarecimento dos alimentos;
- Contaminação de lençóis freáticos por nitritos e nitratos, provenientes de fertilizantes. A ingestão desses produtos causa problemas respiratórios, devido à produção de meta-hemoglobina (hemoglobina oxidada);

Energia eólica
Energia gerada com a utilização dos ventos, que transforma energia cinética em energia elétrica. Os ventos são originados pelo aquecimento da superfície terrestre. Há indícios que aponta a utilização desse tipo de energia desde 4.000 a. C. O movimento de hélices localizadas em áreas abertas gera a energia elétrica. O Brasil tem grande potencial eólico concentrado nas regiões litorâneas e no nordeste. Os tipos de tecnologia utilizados para a produção de energia eólica são os moinhos de vento, aeromotores, turbinas eólicas ou aerogeradores (transformam energia cinética em energia mecânica ou elétrica).


Vantagem e desvantagem
É uma energia renovável e limpa e não causa tanto impacto ambiental, mas ainda é pouco utilizada. A quantidade energia disponível varia de acordo com as estações do ano e o horário. O aspecto do solo também influencia na velocidade do vento. A quantidade de eletricidade depende de quatro fatores: quantidade de vento que passa na hélice, diâmetro da hélice, dimensão do gerador e o rendimento do sistema. Os países exploradores de energia elétrica são os Estados Unidos, Dinamarca e Alemanha. No Brasil, há parques eólicos no Rio Grande do
Sul, e em Macau no Rio Grande do Norte.

Energia Solar A energia solar é uma das opções para energias alternativas e é uma fonte de energia renovável e limpa. A obtenção da energia solar ocorre de forma direta ou indireta. Na forma direta, a obtenção é por meio de células fotovoltaicas que são feitas em sua maioria de silício. A luz solar, ao atingir as células, é convertida em eletricidade. Porém, o custo das células fotovoltaicas é elevado. O processo ocorre quando os fótons, do efeito fotovoltaico, incidem sobre os átomos, causando a emissão de elétrons que gera corrente elétrica.

 Vantagem e desvantagem A energia solar não apresenta nenhum índice de poluição; entretanto seu custo de instalação é muito alto e somente funciona bem em áreas ensolaradas. Na forma indireta, é necessária a construção de usinas em extensas áreas de insolação e, nesses locais, são espalhados diversos coletores solares. A energia solar não é tão utilizada, pois os custos são altos para obter energia e, dessa forma, ainda será necessário mais desenvolvimento e eficiência para diminuir os custos.

Energia geotérmica - Geo' significa terra e 'térmica' corresponde ao calor, geotérmica é a energia de calor oriunda da terra. É gerada a aproximadamente 64 quilômetros da superfície da Terra, no magma, e pode atingir 6.000°C. O magma é encontrado em fissuras na crosta terrestre e eclode nas erupções de vulcões.
A energia elétrica é obtida com perfurações dos solos com grande quantidade de vapor e água quente, que são retirados por determinadas tubulações. O vapor é transformado para uma central elétrica geotérmica e gira as lâminas de uma turbina. A energia gerada na movimentação das lâminas é transformada em energia elétrica, por meio do gerador.

Vantagem e desvantagem

A energia geotérmica consiste na inexpressiva emissão de gases poluentes, dos custos para a construção da usina e no abastecimento em áreas distantes. Entretanto, é uma energia cara e de baixa eficiência, pois o calor perdido faz aumentar a temperatura ambiente e ocorre a emissão do ácido sulfídrico, que é corrosivo e causa danos à saúde. A energia geotérmica possui duas finalidades básicas: o uso direto e a geração de eletricidade. Assim como todas as fontes energéticas, ela possui aspectos positivos e negativos, mais barata que combustíveis fósseis, quase nenhuma emissão de gases poluentes, produzem energia sem a interferência de fatores externos, usina que utiliza um local pequeno, abastecimento de locais afastados e geração de empregos. 

Desvantagens

cara e pouco rentável, pode ocasionar na deterioração do ambiente, o calor que é perdido aumenta a temperatura do ambiente, emissão de ácido sulfídrico, a energia deve ser colocada próxima ao campo geotérmico e a fonte pode se esgotar.

Fontes de energia I


 Energia eólica - Vantagens

- É inesgotável, Não emite gases poluentes nem geram resíduos, diminui a emissão de gases de efeito de estufa..
- Os parques eólicos são compatíveis com outros usos e utilizações do terreno como a agricultura e a criação de gado, geração de investimento em zonas desfavorecidas;
.-Reduz a elevada dependência energética do exterior, nomeadamente a dependência em combustíveis fósseis, É uma das fontes mais baratas de energia podendo competir em termos de rentabilidade com as fontes de energia tradicionais.
.
Energia Eólica.- Desvantagens

- A intermitência, ou seja, nem sempre o vento sopra quando a eletricidade é necessária, tornando difícil a integração da sua produção no programa de exploração;
- Provoca um impacto visual considerável, principalmente para os moradores em redor, a instalação dos parques eólicos gera uma grande modificação da paisagem;
- Impacto sobre as aves do local: principalmente pelo choque destas nas pás, efeitos desconhecidos sobre a modificação de seus comportamentos habituais de migração;
- Impacto sonoro: o som do vento bate nas pás produzindo um ruído constante (43dB(A)). As habitações mais próximas deverão estar, no mínimo a 200m de distância.


Usinas Hidrelétricas - Vantagens
- Devido à disponibilidade ciclo da água é inesgotável.
- É uma energia totalmente limpa, não emite gases poluentes.
- É uma energia barata, os custos operacionais são muito baixos, não são constantes melhorias tecnológicas que ajudem a explorar os recursos com mais eficiência.
- Ele armazena facilmente sistemas de abastecimento de água para recreação ou de irrigação.
- Você pode regular o fluxo de controle e se há risco de alagamento.

Usinas Hidrelétricas - Desvantagens

- A construção dos pratos requerem um grande investimento, além disso, os sítios onde se pode construir o poder em condições econômicas são muito limitadas.
- Em segundo lugar, as barragens afetam os leitos dos rios, causando erosão e afetar o ecossistema.
- Barragens tendem a estar longe de grandes populações para transportar a eletricidade produzida através de redes caro.

Energia Nuclear - Vantagens

- não contribui para o efeito de estufa (principal); - não polui o ar com gases de enxofre, nitrogênio, particulados e etc.; - não utiliza grandes áreas de terreno: a central requer pequenos espaços para sua instalação; - não depende da sazonalidade climática (nem das chuvas, nem dos ventos); - grande disponibilidade de combustível; - é a fonte mais concentrada de geração de energia - a quantidade de resíduos radioativos gerados é extremamente pequena e compacta; - a tecnologia do processo é bastante conhecida; - o risco de transporte do combustível é significativamente menor quando comparado ao gás e ao óleo das termoelétricas; - não necessita de armazenamento da energia produzida em baterias;

Energia Nuclear - Desvantagens

- necessidade de armazenar o resíduo nuclear em locais isolados e protegidos; - necessidade de isolar a central após o seu encerramento; - é mais cara quando comparada às demais fontes de energia; - os resíduos produzidos emitem radiatividade durante muitos anos; - dificuldades no armazenamento dos resíduos, principalmente em questões de localização e segurança; - pode interferir com ecossistemas; - grande risco de acidente na central nuclear.
esta desvantagem provavelmente durará pelo menos uns 30 anos, a partir de quando já se esperam desenvolvidas tecnologias para reciclagem e reaproveitamento dos resíduos radioativos.

Obs
– ao contrário do que muita gente pensa, a energia nuclear não é uma energia suja;

– os impactos ambientais causados pela deposição do resíduo radioativo não são muito maiores que os impactes do lago de uma hidroelétrica

domingo, 28 de junho de 2015

DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS

Domínios Morfoclimáticos
O Brasil é um país tropical de grande extensão territorial. Sua geografia é marcada por grande diversidade. A interação e a interdependência entre os diversos elementos de sua paisagem (relevo, clima, vegetação, hidrografia, solo, fauna, etc.) explicam a existência dos chamados domínios geoecológicos.
Dos elementos naturais, os que mais influenciam na formação de uma paisagem natural são o clima e o relevo. Ambos interferem e condicionam os demais elementos, embora sejam também por eles influenciados. A cobertura vegetal que mais marca o aspecto visual de cada paisagem, é o elemento natural mais frágil e dependente dos demais.
Os domínios geoecológicos podem ser compreendidos como a combinação ou síntese dos diversos elementos da natureza, em uma determinada porção do território. Assim sendo, reconhecemos, no Brasil, a existência de seis grandes paisagens naturais:
  • Domínio Amazônico
  • Domínio das Caatingas
  • Domínio dos Cerrados
  • Domínio dos Mares de Morros
  • Domínio das Araucárias
  • Domínio das Pradarias
Entre os seis grandes domínios acima relacionados, encontram-se inúmeras faixas de transição. Nelas, são identificados elementos típicos de dois ou mais deles. O Pantanal e o Agreste são exemplos dessas faixas de transição.
Geografia Enem
Os Domínios Morfoclimáticos do Brasil
Domínio amazônico
O domínio amazônico é formado por terras baixas: depressões, planícies aluviais e planaltos, cobertos pela extensa floresta latifoliada equatorial Amazônica. É banhado pela Bacia Amazônica, que se destaca pelo grande potencial hidrelétrico.
Dica 1 – Revise sobre a Vegetação brasileira e tire todas suas dúvidas sobre as formações herbáceas e arbustivas nesta aula de Geografia Enem – http://blogdoenem.com.br/formacoes-herbaceas-e-arbustivas-brasil-geografia-enem/
A degradação ambiental, representada pelas queimadas e pelos desmatamentos, é um grava problema desse domínio. O governo brasileiro, por meio do Programa Piloto para a Proteção das Florestas Tropicais do Brasil, pretende adotar atividades como o ecoturismo e a biotecnologia, para promover o desenvolvimento da Amazônia, preservando-a
Domínio do cerrado
O domínio do cerrado corresponde à área do Brasil Central e tem essa denominação devido à ocorrência de vegetação do mesmo nome. Apresenta extensos chapadões e chapadas, e o clima é tropical semiúmido.
A vegetação do cerrado é formada por arbustos com troncos e galhos retorcidos, recobertos por casca grossa. Os solos são pobres e ácidos, mas colocando-se calcário no solo (método da calagem), estão sendo aproveitados pelo setor agrícola. Já é considerada a nova fronteira da agricultura, pois representa a expansão do cultivo da soja, feijão, arroz e outros produtos.
Nesse domínio estão as áreas dispersoras da Bacia do Paraná, do Paraguai, do Tocantins e do Madeira, entre outros rios destacáveis.
Domínio dos mares de morros
O domínio dos mares de morros acompanha a faixa litorânea do Brasil desde o Nordeste até o Sul do país. Caracteriza-se pelo relevo com topografia em “meia laranja” (mamelonares ou mares de morros), formados por intensa ação erosiva na estrutura cristalina das Serras do Mar, da Mantiqueira e do Espinhaço.
Nele, predomina o clima tropical quente e úmido, caracterizado pela floresta latifoliada tropical. Na encosta da Serra do Mar, essa floresta é conhecida como Mata Atlântica.
Em consequência da forte ocupação humana, essa paisagem sofreu grande degradação. Além do desmatamento, esse domínio sofre intenso processo erosivo (relevo acidentado e clima úmido), com deslizamentos frequentes e formação de voçorocas.
Domínio da caatinga
O domínio da caatinga corresponde à região da depressão sertaneja nordestina, com clima quente e semiárido. A caatinga, formada por cactáceas, bromeliáceas e árvores, é a vegetação típica.
O extrativismo vegetal de fibras, como o caroá, o sisal e a piaçava, destaca-se nesse domínio.
É atravessado pela bacia do São Francisco e tem destaque pelo aproveitamento hidrelétrico. Os projetos de irrigação no seu vale propiciam a produção de frutas (melão, manga, goiaba, uva, por exemplo).
A tradicional ocupação da caatinga é a pecuária extensiva de corte, porém com baixo aproveitamento.
No domínio da caatinga, aparecem os inselbergs, ou morros residuais, resultantes do processo de pediplanação em clima semiárido.
Domínio da araucária
O domínio da araucária ocupa o planalto da Bacia do Rio Paraná, onde o clima subtropical está associado às médias altitudes, entre 800 e 1300 metros. Nesse domínio aparecem áreas com manchas de terra roxa, como no Paraná. É homogênea, aciculifoliada e tem grande aproveitamento de madeira e erva-mate.
Dica 2 – Estude sobre as Formações Vegetais no Brasil e aprenda a identificar cada uma delas em mais uma aula de Geografia Enem – http://blogdoenem.com.br/formacoes-vegetais-brasil-geografia-enem/
A floresta de araucária também é conhecida como Mata dos Pinhais.
Nesse domínio, a devastação a floresta é causada pela intensa ocupação agrária, especialmente a agricultura de café e soja.
Domínio das pradarias
O domínio das pradarias é representado pelo Pampa, ou Campanha Gaúcha, onde o relevo é baixo, com suaves ondulações (coxilhas) e coberto pela vegetação herbácea das pradarias (campos).
A ocupação econômica desse domínio tem-se efetuado pela pecuária extensiva de corte, com gado tipo europeu, obtendo altos rendimentos. Destaca-se, também, a rizicultura irrigada.
Saiba mais sobre os Domínios Morfoclimáticos nesta aula do CANAL DAS VIDEOAULAS, disponível no Youtube. Após assistir, revise o que você aprendeu respondendo aos nossos desafios!
[youtube http://www.youtube.com/watch?v=homWtvuRPGI&w=640&h=480]

Desafios
Questão 01
No Brasil, encontramos uma variedade de domínios morfoclimáticos devido a sua diversidade climática. E próximo ao litoral, principalmente em áreas de serras, encontramos um domínio denominado mares de morros que apresenta a seguinte característica:
a) Clima semiúmido.
b) Formações de restingas.
c) Formada por rios temporários.
d) Vegetação rica em biodiversidade.
e) Predominam as formações vegetais herbáceas.
Dica 3 – Entenda como foi o processo de Industrialização do Brasil em mais uma aula de Geografia Enem. E revise também tudo sobre Geopolítica –http://blogdoenem.com.br/industrializacao-brasil-e-geopolitica-geografia-enem/
Questão 02
O mapa, a seguir, delimita alguns domínios climáticos verificados no território brasileiro. Comparando os domínios 1 e 2, é correto afirmar que:
Geografia Enem
1) O domínio 1 praticamente não apresenta, ao longo do ano, estação seca.
2) O domínio 2, por estar mais próximo do Atlântico que o domínio 1, apresenta um maior índice pluviométrico.
3) O domínio 2 possui condições bioclimáticas que favoreceram a instalação do bioma de Cerrados.
4) O domínio 1 apresenta temperaturas médias mensais altas, ao longo do ano, e as chuvas são bem distribuídas; a umidade relativa é sempre elevada.
Está(ão) correta(s) apenas:
a) 2
b) 1 e 2
c) 3 e 4
d) 1, 3 e 4
e) 2, 3 e 4.
Questão 03
(Universidade Tiradentes) Observe a paisagem.
Geografia Enem
figura_18.jpg
Ela é predominante e dá nome ao domínio morfoclimático indicado pelo número:
a) 1.
b) 2.
c) 3.
d) 4.
e) 5.
Questão 04
(FGV/SP) Relacione as imagens 1, 2 e 3 com os domínios morfoclimáticos.
figura_17.jpg
a) 1-Domínio dos Cerrados, 2-Domínio dos Planaltos de Araucárias e 3-Domínio Tropicall Atlântico.
b) 1-Domínio da Caatinga, 2-Domínio Roraima-Guianense e 3-Domínio Equatorial Amazônico.
c) 1-Domínio dos Cerrados, 2-Domínio das Coxilhas e 3-Domínio Tropical Atlântico.
d) 1-Domínio Roraima-Guianense, 2-Domínio Equatorial Amazônico e 3-Domínio dos Planaltos de Araucárias.
e) 1-Domínio da Caatinga, 2-Domínio dos Planaltos de Araucárias e 3-Domínio dos Cerrados.
Questão 05
(UFGD/MS – Universidade Federal da Grande Dourados). A paisagem brasileira está dividida em domínios morfoclimáticos. Considerando os elementos clima, relevo, solo, vegetação e hidrografia, identifique as características do cerrado.
a) Clima subtropical, planalto, solo terra roxa em rochas arenito-basálticas, floresta aciculifoliada, drenada pela bacia do Paraná.
b) Clima equatorial quente e úmido, solo pobre, floresta úmida densa diversificada, drenada pela bacia Amazônica.
c) Clima subtropical, pampa, terras baixas com coxilhas, solos férteis, vegetação herbácea, planalto meridional brasileiro.
d) Clima tropical semiúmido, extensos planaltos com chapadões sedimentares, solos profundos, pobres e ácidos, vegetação arbustiva e herbácea, tropófila, matas galerias junto aos rios, sujeitas a fogo, ocorrência dos principais divisores de águas do país, predomínio no Planalto Central.
e) Clima semiárido, planaltos e chapadas com depressões, solo raso e pobre em matéria orgânica, vegetação arbustiva com cactáceas ou xerófitas, sertão nordestino, bacia do São Francisco.

Você consegue resolver estes exercícios? Então resolva e coloque um comentário no post, logo abaixo, explicando o seu raciocínio e apontando a alternativa correta para cada questão. Quem compartilha a resolução de um exercício ganha em dobro: ensina e aprende ao mesmo tempo. Ensinar é uma das melhores formas de aprender!

sexta-feira, 26 de junho de 2015

34 fatos e curiosidades sobre Geografia que você não sabia, mas agora sabe


34 fatos e curiosidades sobre Geografia que você não sabia, mas agora sabe
Fatos e curiosidades sobre Geografia que você (provavelmente) não sabia, mas agora sabe
http://4.bp.blogspot.com/-nVTDDJXrdgY/VJbS9Ez05mI/AAAAAAAAEBE/OxNYFe6JpjM/s1600/geographie.jpg

01. A Terra não é redonda.

02. O país com o qual a França partilha a maior fronteira é o ... Brasil!

03. O código internacional de telefone para a Antártica é 672.

04. Batman é uma cidade localizada no sudeste da Turquia.

05. O Líbano é o único país do Oriente Médio que não tem deserto.

06. A bandeira do Nepal é a única bandeira (nacional) do mundo que não é retangular ou quadrada.

07. Istambul, na Turquia, é a única cidade do mundo situada em dois continentes.

08. Nauru – é o único Estado independente do mundo que não tem capital oficial.

09. O Reino de Tonga, (em tonganês: Pule'anga Fakatu'i 'o Tonga) é a única monarquia sobrevivente da Oceania.

10. Tuvalu é um pequeno país da Oceania. Você sabia que sua principal fonte de renda vem da venda dos direitos de domínios de internet que terminam em ".tv"?

11. A África é o único continente localizado nos quatro hemisférios terrestres (Hemisférios Norte, Sul, Ocidental e Oriental).

12. No dia 18 fevereiro de 1979, no coração do deserto do Saara (Sul da Argélia) estava nevando.

13. A inscrição "Allahu Akbar" (Deus é Grande) é repetida 22 vezes na bandeira do Irã.

14. A Indonésia é o maior arquipélago e o maior país muçulmano do planeta.

15. Originalmente o Alasca era um território russo. Foi vendido em os EUA em 1867.

16. A bandeira nacional da Romênia é quase idêntica à bandeira do Chade.

17. A estátua  de bronze da Pequena Sereia em Copenhague foi doado à cidade pela cervejaria Carlsberg em 1913.

18. Você tem dinheiro? Há caixas eletrônicos na Antártica.

19. As 12 estrelas na bandeira da União Europeia (UE) são uma homenagem à Virgem Maria.

20. Bir Tawil, localizado à fronteira com o Sudão e Egito, é o único território que nenhum país reivindica soberania.

21. A soma das áreas dos cinco maiores países em extensão territorial (Rússia, Canadá, China, Estados Unidos e Brasil) corresponde a 40,8% de toda a terra emersa existente na Terra.

22. A Rússia é maior que Plutão.

23. O Marrocos foi o primeiro país do mundo a reconhecer a independência dos Estados Unidos.

24. A maioria das ruas do Japão não tem nome.

25. O Edifício Copan em São Paulo é tão grande que tem o seu próprio código postal.

26.  O rio que nunca encontra o mar: este é o apelido do rio Okavango que termina em um delta interior no meio do deserto de Kalahari.

27. O nome verdadeiro de Bangkok (capital da Tailândia) é: Krung Thep Mahanakhon Amon Rattanakosin Mahinthara Ayutthaya Mahadilok PHOP Noppharat Ratchathani Burirom Udomratchaniwet Mahasathan Amon Piman Awatan Sathit Sakkathattiya Witsanukam Prasit.

28. A  Rue de l'Eglise "Rua da Igreja" é o nome da rua mais utilizado na França.

29. A Terra é o único planeta do Sistema Solar que não é o nome de um deus ou deusa romana, mas está associado com a deusa da mitologia grega: Gaia - que quer dizer "terra mãe".

30. Tsutomu Yamaguchi era o único homem (pelo menos a única pessoa reconhecida), que sobreviveu às duas bombas atômicas ...

31. O alfabeto havaiano tem apenas 12 letras e um símbolo.

32. O Camboja tem o maior alfabeto do mundo (74 letras).

33. A Suíça tem uma rede de abrigos suficientes para proteger e alimentar toda a sua população em caso de ataque nuclear.

34. As estrelas na bandeira do Brasil estão dispostas como no céu brasileiro do dia 15 de novembro de 1889 às 8 horas e 30 minutos do dia 15 de novembro de 1889, momento exato da proclamação da República.


Questão Desafio


imagem (Foto: Reprodução/Enem)








imagem (Foto: Disponível em: http://conexaoambiental.zip.net/images/ charge.jpg. Acesso em: 9 jul. 2009.)imagem (Foto: Disponível em: http://conexaoambiental.zip.net/images/ charge.jpg. Acesso em: 9 jul. 2009.)

Reunindo-se as informações contidas nas duas charges, infere-se que 
  1. A
     
    1. os regimes climáticos da Terra são desprovidos de padrões que os caracterizem. 
  2. B
     
    1. as intervenções humanas nas regiões polares são mais intensas que em outras partes do globo. 
  3. C
     
    1. o processo de aquecimento global será detido com a eliminação das queimadas. 
  4. D
     
    1. a destruição das florestas tropicais é uma das causas do aumento da temperatura em locais distantes como os polos. 
  5. E
     
    1. os parâmetros climáticos modificados pelo homem afetam todo o planeta, mas os processos naturais têm alcance regional. 

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Genocídio Armênio

Conheça a história, os fatos e as versões do 'genocídio armênio'

Império Otomano matou armênios durante Primeira Guerra.
Armênia diz que mortes foram genocídio; Turquia fala em guerra civil.

Da AFP
Mulheres rezam em memorial aos armênios vítimas dos massacres pelo Império Otomano durante a Primeira Guerra Mundial (Foto: REUTERS/David Mdzinarishvili)Mulheres rezam em memorial aos armênios vítimas dos massacres pelo Império Otomano durante a Primeira Guerra Mundial (Foto: REUTERS/David Mdzinarishvili)
Os armênios em todo o mundo lembram nesta sexta-feira (24) o centenário do massacre sofrido por eus antepassados no Império Otomano durante a Primeira Guerra Mundial, uma tragédia denunciada pela Armênia como genocídio, embora a Turquia rejeite energicamente este termo.
Conheça os principais marcos destes massacres e deportações, cometidos entre 1915 e 1917, que seguem afetando as relações turco-armênias:
Movimento nacionalista
Após séculos de dominação persa e bizantina, o território da Armênia histórica se dividiu em meados do século XVI entre os impérios russo e otomano. Entre 1,7 e 2,3 milhões de armênios viviam no Império Otomano em 1915, segundo as estimativas dos historiadores ocidentais.
As autoridades otomanas acusaram os súditos armênios de deslealdade com o Império desde o nascimento, no fim do século XIX, de um movimento nacionalista que exigia a autonomia dos armênios.
Entre 100 mil e 300 mil armênios teriam sido massacrados em 1895-1896 durante o reinado do sultão Abdul Hamid II.
Foto de 1915 mostra armênios marchando longas distâncias para local em que seriam massacrados, segundo afirmam (Foto: AP Photo)Foto de 1915 mostra armênios marchando longas distâncias para local em que seriam massacrados, segundo afirmam (Foto: AP Photo)
Campanha
Em outubro de 1914, o Império Otomano entrou na Primeira Guerra Mundial, ao lado de Alemanha e Áustria-Hungria. Quando o Império sofreu grandes perdas nos combates que afetaram as províncias armênias, as autoridades responsabilizaram os armênios e lançaram uma campanha propagandística que os classificava de inimigo interno.
Em 24 de abril de 1915, milhares de armênios suspeitos de sentimentos nacionalistas hostis ao Governo central foram detidos. A maioria deles foi executada posteriormente ou deportada. A data é, desde então, para os armênios de todo o mundo, o dia comemorativo do genocídio armênio.
Deportação
Em 26 de maio de 1915, uma lei especial autorizou a deportação dos armênios por razões de segurança interna, seguida no dia 13 de setembro de uma lei que ordenou o confisco de seus bens.
A população armênia de Anatólia e Cilicia foi condenada ao exílio nos desertos da Mesopotâmia. Muitos armênios morreram no caminho ou em campos.
Inúmeros armênios foram queimados vivos, afogados, envenenados ou vítimas do tifo, segundo informações de diplomatas estrangeiros e agentes secretos da época.
O embaixador americano no Império Otomano, Henry Morgenteau, descreve em um documento diplomático ao Departamento de Estado uma "campanha de extermínio racial sob o pretexto de reprimir a rebelião".
Clérigos participam da cerimônia de canonização das 1,5 milhão de vítimas do genocídio armênio, perpetrado pelos turcos otomanos nesta quinta-feira (23) na Armênia (Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP)Clérigos participam da cerimônia de canonização das 1,5 milhão de vítimas do genocídio armênio, perpetrado pelos turcos otomanos nesta quinta-feira (23) na Armênia (Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP)
Volta para casa
Em 30 de outubro de 1918, o Império otomano se rendeu às forças da Tríplice Entente (Grã-Bretanha, Rússia e França). Um acordo sobre o armistício permitiu então que os armênios deportados voltassem para casa.
Em fevereiro de 1919, um tribunal militar de Constantinopla declarou vários funcionários otomanos de alto escalão culpados de crimes de guerra, incluindo contra os armênios, e os condenou à morte.

O Império Otomano foi desmantelado em 1920, dois anos depois de criado um Estado independente armênio, em maio de 1918, logo absorvido pela União Soviética. O Estado turco moderno foi fundado 1923 por Mustafa Kemal Atatürk.
Versões contraditórias
Os armênios estimam que 1,5 milhão dos seus foram assassinados de forma sistemática ao fim do Império Otomano.
Jovem segura bandeira da Armênia em frente a memorial em Erevan nesta terça-feira (21) (Foto: REUTERS/David Mdzinarishvili)Jovem segura bandeira da Armênia em frente a memorial em Erevan nesta terça-feira (21) (Foto: REUTERS/David Mdzinarishvili)
A Turquia, por sua vez, fala de uma guerra civil, à qual se somou uma fome, e de 300 mil a 500 mil armênios que perderam a vida, além de outros tantos turcos.
Em abril de 2014, o atual presidente, Recep Tayyip Erdogan, então primeiro-ministro, deu um passo inédito ao apresentar suas condolências pelas vítimas armênias de 1915 sem, no entanto, deixar de refutar qualquer vontade de extermínio.
"Este governo fez mais do que todos os anteriores para derrubar os tabus da fundação da República, mas infelizmente foi detido em pleno movimento", estima Cengiz Aktar, professor de Ciência Política da universidade privada Sabanci de Istambul.
Em 2000, 126 especialistas, entre eles o Nobel da Paz Elie Wiesel, o historiador Yehuda Bauer e o sociólogo Irving Horowitz, afirmam em um comunicado publicado pelo jornal "The New York Times" que "o genocídio armênio na Primeira Guerra Mundial é um fato histórico inquestionável".
"A deportação armênia é uma verdadeira tragédia", reconhece Ilber Ortayli, professor de História na Universidade Galatasaray de Istambul, e pede que os historiadores dos dois países se ocupem desta questão e estudem ponto por ponto este período da história turco-armênia para "ir ao fundo da questão".
Atualmente, 20 países reconhecem o genocídio armênio, incluindo França, Rússia e Chile, assim como o Parlamento Europeu.
Em 2008, o candidato Barack Obama prometeu reconhecer o genocídio armênio. Uma vez eleito, o presidente americano nunca utilizou este termo.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Escala Geológica do Tempo

O Planeta Terra formou-se há mais ou menos 4,5 bilhões de anos. A paisagem que hoje observamos ao andar pelas ruas, ao fazer uma trilha ou a olhar pela janela é muito diferente daquela de outros tempos. Para entender o processo de formação e transformação do nosso planeta, os cientistas elaboraram a divisão do tempo em ErasGeológicas.
Essa divisão segmenta a história de nosso planeta em quatro fases: Pré-Cambriana,PaleozoicaMesozoica e Cenozoica. Cada uma dessas fases é dividida em vários períodos, que, por sua vez, são divididos em épocas, formando, assim, a escala geológica do tempo.
Estrutura Geológica do Tempo. Para entendê-la, é preciso ler de baixo para cima
Estrutura Geológica do Tempo. Para entendê-la, é preciso ler de baixo para cima
Se observarmos bem a sequência de acontecimentos e a duração de cada uma das eras geológicas, poderemos concluir que a era Pré-Cambriana foi a maior de todas, com quatro bilhões de anos de duração, sobrando “apenas” cerca de 561 milhões de anos para as demais eras. É possível notar também o quanto o surgimento da espécie humana é recente e que nós jamais convivemos com dinossauros ao longo da história, mesmo os primatas que deram origem à raça humana.
Em virtude da grande diferença de tempo entre os acontecimentos da Terra e os acontecimentos da humanidade, realiza-se a distinção entre tempo geológico (milhões e bilhões de anos) e tempo histórico (centenas e milhares de anos).
A elaboração das eras geológicas seguiu o critério da datação química dos fósseis e rochas antigas encontradas, um resultado de muitos anos de estudos e pesquisas.